Nacional




Dia Mundial do Meio Ambiente - Dia 5 de junho

A preocupação com o Meio Ambiente vem de longa data. O Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído há 50 anos, em 1972, na Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano da ONU Organização das Nações Unidas. Esta conferência ficou conhecida como Conferência de Estocolmo e tem por objetivo conscientizar a importância de preservar os recursos naturais.

Nessa Conferência, a ONU criou o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), que apresenta princípios que visam à melhoria da preservação do meio ambiente.

A preocupação se estende até à Igreja, quando o Papa Francisco escreve o Documento 'Laudato si', na qual o pontífice critica o consumismo e o desenvolvimento irresponsável, faz um apelo à mudança de postura e à unificação global para combater a degradação ambiental e as alterações climáticas.

O assunto é mundial, e também é local. Temos que criar um pensamento crítico e ativo em relação aos problemas ambientais, para ações conjuntas que devem, com efetividade, identificar e controlar os danos ambientais urbanos, rurais e florestais, no controle da poluição e na perda da biodiversidade.

Entretanto, cabe aos governos a dar prioriedade ao tema em detrimento às outras políticas públicas, que serão prejudicadas se o meio ambiente é ignorado. De nada adianta a promover grandes safras agrícolas, mesmo num mundo a beira da fome, explorar as riquezas naturais, se a natureza responde com as enchentes ou a falta de chuvas. Os governos precisam ter a maturidade política para assumirem a sua responsabilidade na busca do desenvolvimento sustentável.

 

Até 2030, cerca de 60% da população mundial viveerá em áreas urbanas. Quase um bilhão de pessoas vivem em habitações irregulares, lançam esgotos clandestinos, contaminam o manancial e as cidades são responsáveis por 75% das emissões de carbono na atmosfera, um dos Gases de Efeito Estufa (GEE).

Por isso, a vida urbana figura entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para o ano 2030 da ONU, especificamente no ODS 11, em alguns espaços urbanos no mundo, inclusive aqui no Brasil. E como o Brasil está trabalhando esses desafios?

 

17 ODS

No Brasil, um dos principais desafios da implementação do ODS 11 ainda está na área dos dados. Por se tratar de um objetivo ao mesmo tempo interdisciplinar e hiperlocal, a maior dificuldade está em descobrir os indicadores de cada cidade para saber quais são as metas que precisam ser reforçadas. Enfim, 8 anos para 2030, e há muito trabalho a ser feito.

Apesar de parecer uma tarefa difícil, o meio ambiente pode ser ajudado com medidas individuais bastante simples. Se cada um fizer sua parte, podemos garantir um futuro mais promissor para as gerações futuras.

Se o tema é de sua profunda preferência ou mesmo, está ligado à sua profissão, deve incentivar a Educação Ambiental, participar de grupos temáticos e democráticos em defesa do meio ambiente, como os conselhos municipais ou regionais, instituições do terceiro setor e outros.

"Defender e melhorar o meio ambiente para as atuais e futuras gerações se tornou uma meta fundamental para a humanidade", diz a Declaração da ONU sobre o Meio Ambiente.

 

Yassuo Curiaki - Instituto Prevenir


Envie seu(s) comentário(s)